Alfama

Alfama é linda! E hoje em dia ainda se ouvem pregões no ar. Este é por excelência, o bairro típico de Lisboa e um dos mais antigos da Europa. É dentro da arquitetura de labirinto medieval que aqui, como em nenhum outro bairro, se conserva a vida local e o sentimento bairrista que lhe conferem o caráter único: o de ser uma aldeia dentro da cidade.

 Viver aqui é ainda conversar com os vizinhos à janela enfeitada de flores e roupa no estendal, experienciar a cultura de proximidade onde mercearias tradicionais se misturam com restaurantes típicos e casas de fado veem chegar cozinhas internacionais, ofertas gourmet e novas tendências artísticas. O fado hoje já não se vive só na típica casa à porta fechada, mas, também, tem programaçao variada nos eventos do Museu do Fado, ou é servido com vinho a copo num dos muitos novos bares, tascas renovadas e casas de petiscos que abriram nos últimos anos na Rua dos Remédios, uma das mais vibrantes da zona.

Rodeado de miradouros priviligiados nesta colina ribeirinha, com vistas fantásticas sobre o Tejo, o bairro desce numa colina até ao rio através de ruas estreitas, becos, escadinhas, onde a cada esquina espreita o turismo que faz aqui ponto de visita obrigatória e de foco crescente do arrendamento de curta-duração.

Circundada pelo histórico elétrico 28 Alfama dispõe de vários transportes para as principais artérias da cidade, e conta com a estação de Santa Apolónia abrindo portas às várias cidades do país e algumas capitais europeias.