Lisboa vai ter 1400 bicicletas para partilhar

O sistema público de partilha de bicicletas de Lisboa vai disponibilizar 1.400 velocípedes por 140 estações situadas “zonas estratégicas” da capital, revelou nesta quinta-feira a Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL).

O porta-voz da empresa acrescentou, em posterior contacto telefónico com o Pedais.pt, que o sistema deverá entrar em funcionamento no próximo ano, sem especificar qualquer data, e confirmando que o investimento máximo previsto é de 28,9 milhões de euros.

Num esclarecimento solicitado, a empresa acrescenta que o anúncio do concurso público do passado dia 09 de outubro se destina a “identificar e contratar a empresa que vai fornecer e instalar toda a parte física” do Sistema de Bicicletas Públicas Partilhadas (SBPP), como é oficialmente designado.

“A empresa seleccionada ficará ainda responsável pela gestão operacional do SBPP, incluindo a sua manutenção e logística operacional ao longo de 9 anos”, acrescenta a nota.

Por outro lado, a EMEL “assegurará ainda, em conjunto com a CML [Câmara Municipal de Lisboa], todo o planeamento da rede e tarifário do SBPP, a sua evolução ao longo do tempo e a integração com outras soluções tecnológicas que contribuam para melhorar a mobilidade na cidade”, lê-se no texto.

As empresas interessadas em concorrer têm até dia 20 de novembro (42 dias após a publicação do anúncio) para apresentar propostas, ainda de acordo com a publicação no DR.

Há cerca de um ano, um administrador da EMEL dissera ao Pedais.pt que ainda em 2014 seria conhecido o modelo do sistema, conhecido por “bike-share”, que deveria entrar em funcionamento este ano.

Lisboa é das poucas capitais europeias onde não existe ainda um sistema público de bicicletas para partilhar, em regra disponível para residentes e turistas.

 

Fonte: Pedais.pt

Anúncios